Evento aconteceu em São Paulo nos dias 15 e 16 deste mês

 

O Hospital Mestre Vitalino (HMV), localizado em Caruaru, foi selecionado para participar do 5o Fórum Latino-Americano de Qualidade e Segurança na Saúde, evento que aconteceu em São Paulo, nos dias 15 e 16 desse mês. O Hospital – integrante do Projeto Paciente Seguro – foi classificado pelo cumprimento dos critérios técnicos estipulados. Além do HMV, a Fundação Centro de Oncologia do Estado do Amazonas também foi escolhida para participar.

O trabalho sobre a meta internacional de higienização das mãos foi apresentado no stand do Programa Nacional de Segurança do Paciente (PNSP), durante o evento. Ao todo, 60 hospitais de todo o Brasil participam do projeto, mas apenas os dois melhores colocados foram selecionados para a apresentação das metas no Fórum.

A enfermeira Jordanna Batista, responsável pelo núcleo de segurança do paciente no HMV, representou a unidade no evento. “Para nós é um momento de muito alegria, e de certificação que estamos no caminho certo. Dentre tantas unidades participantes, nos destacamos e fomos o 1o colocado, tendo a melhor classificação na avaliação do Projeto Paciente Seguro, o que nos possibilitou participar deste Fórum”, comentou.

No final de 2018 a unidade de submeteu a seleção para o Programa Paciente Seguro e foi escolhida, sendo um dos quatro hospitais de Pernambuco que agora integram o programa, que é desenvolvido pelo Hospital Moinhos de Vento em parceria com Ministério da Saúde, por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (PROADI, SUS). Seu objetivo é melhorar a segurança do paciente em hospitais públicos localizados em 15 estados do Brasil, com base no Programa Nacional de Segurança do Paciente (PNSP) do Ministério da Saúde.

 

Durante o mês de outubro várias ações foram realizadas na unidade

 

Para celebrar o Outubro Rosa, mês de prevenção ao Câncer de Mama e do colo do útero, o Hospital Mestre Vitalino (HMV) preparou uma programação de palestras para colaboradores e acompanhantes. Na última semana, a médica oncologista Guacyra Pires realizou um momento educativo com orientações para as colaboradoras.

Dentre as temáticas trabalhadas estão a importância da prevenção, o autoexame, os exames de rotina – como a mamografia, além de demais informações sobre a doença. Os acompanhantes também participaram de uma palestra sobre a temática, ministrada pelo enfermeiro Italo Rocemberg.

Na segunda (21), às 9h, o Centro de Oncologia realizou um encontro com os pacientes e acompanhantes do setor. O objetivo foi difundir ainda mais os cuidados e orientações que favorecem a prevenção, tendo em vista que o diagnóstico precoce aumenta as chances de cura da paciente. O Hospital Mestre Vitalino fica localizado na avenida Amazonas, 175, bairro Universitário – BR 104 – sentido Toritama.

 

Hoje, dia 27 de setembro, é celebrado o Dia Nacional de Doação de Órgãos e Tecidos. Para comemorar esta data o Hospital Mestre Vitalino (HMV) realizará no próximo domingo (29), das 14h às 17h30, no cruzamento da avenida Agamenon Magalhães com a Oswaldo Cruz, uma ação voltada para conscientização e sensibilização da população para a importância da doação.

A iniciativa é da Organização de Procura de Órgãos (OPO), que desde setembro de 2016 atua no HMV realizando este trabalho de acolhimento com as famílias e esclarecimento sobre o processo de doação. O papel da OPO éarticular com as equipes encarregadas  da verificação de morte encefálica, assegurando que o procedimento será feito de forma ágil, eficiente e dentro dos parâmetros éticos.

De janeiro a agosto de 2019, o HMV fez a captação de 40 córneas, sendo neste período o 5º hospital com mais doações no Estado, sendo a unidade do interior com maior quantitativo neste ranking. “A ação visa educar a população sobre a importância da doação. Infelizmente ainda existe muito medo e preconceito por parte das famílias quanto ao processo”, explicou Evellen Lima, coordenadora da OPO no HMV.

 

A tarde de ontem (08) foi de muita brincadeira, lanches e alegria

Para celebrar o Dia das Crianças, comemorado no próximo dia 12 de outubro, o Hospital Mestre Vitalino preparou uma festa pra lá de especial para as crianças internadas na unidade. Na tarde de ontem (08), a equipe trocou o jaleco pelas fantasias de Minnie e Mickey, e fizeram a alegria dos pequenos.

A animação foi tanta que dava para ver o brilho e o encanto nos olhos de cada um, coisas que nem os adoecimentos foram capazes de diminuir. “A nosso proposta é exatamente essa, minimizar este momento de internamento e fazê-los comemorarem com bastante entusiasmo, algo que já é típico do universo infantil”, explicou Elayse Mergulhão, presidente da comissão de humanização da unidade.

Brincadeiras, músicas, lanches e muita diversão marcaram a tarde, e a equipe fez o possível para deixar o ambiente bem animado, com uma decoração que atraia os pequenos. Esses momentos de descontração no HMV são parte das estratégias da Comissão de Humanização que com bastante dedicação pensam em cada detalhe da programação anual.

 

 

As ações foram voltadas para os colaboradores da unidade

 

Em alusão ao Setembro Amarelo, mês de prevenção do suicídio, o Hospital Mestre Vitalino (HMV) preparou nos últimos dois dias (18 e 19) uma programação voltada para a conscientização dos colaboradores. Na quarta (18) foi realizada uma palestra com Erika Albuquerque, voluntária do Centro de Valorização da Vida (CVV) com o tema “Prevenção ao Suicídio e Valorização a Vida”. O momento lotou o auditório do HMV e gerou bastante reflexão sobre a temática.  

Ontem (19) foi a vez da palestra “O suicídio e o esgotamento emocional” com a psicóloga Isadora Magalhães. Na oportunidade os colaboradores foram convidados a refletir um pouco sobre suas histórias de vida, se reconhecerem mel e no agora, e projetarem sua vida no futuro. Algumas dinâmicas foram realizadas com o intuito de tornar esse tema que ainda é um tabu, em algo mais descontraído. 

Além das duas palestras, quem passa pelas principais áreas do HMV pode visualizar orientações sobre o Setembro Amarelo que estão expostas nas paredes como forma de educar também aos acompanhantes e visitantes. A ideia é favorecer a conscientização e identificação de alguns comportamentos suicidas ou prováveis ideações.

 

Localização

© 2017-2019 Hospital Mestre Vitalino. Todos os direitos reservados